PEELING ULTRASSÔNICO

PEELING ULTRASSÔNICO

O peeling ultrassônico é um sistema de higienização e regeneração cutânea. Não utiliza correntes elétricas exercendo seus efeitos por microagitações ultrassônicas. Trata-se de um peeling muito superficial, totalmente indolor e que não danifica as camadas da pele.

Trabalha combinando uma espátula que realiza a vibração ultrassônica que permitem penetrar e posteriormente vaporizar o tônico desencrustante. Ocorre emoliência nos poros, as células mortas se desprendem e a pele fica limpa de oleosidade, poluição e restos cosméticos. O movimento rápido que se produz na ponta da espátula é que faz saltar todas as partículas sebáceas, comedões e outras sujeiras. A rapidez de vibração em um espaço curto de deslizamento consegue o efeito de emulsão das sujeiras dos poros e sua pulverização para fora.

O profissional pode ainda inverter a posição da espátula, e realizar, desta forma, uma intensa massagem por percussão, facilitando a penetração de ativos cosméticos sem alterar o equilíbrio tônico da pele.

Indicações e contraindicações

São indicações para o uso do peeling ultrassônico:

– Descamação superficial da pele;

– Higiene profunda dos poros;

– Oxigenação da pele preparando para os tratamentos cosméticos;

– Rejuvenescimento da derme (massagem e ativação circulatória);

– Penetração de cosméticos;

– Clareamento progressivo de manchas.

São contraindicações para o uso do peeling ultrassônico:

– Próteses metálicas;

– Marca-passos ou qualquer outro tipo de dispositivo eletrônico implantado;

– Gravidez;

– Cardiopatias/disritmias;

– Epilepsia;

– Câncer;

– Afecções dermatológicas;

– Processos inflamatórios;

– Processos infecciosos;

– Feridas abertas;

– Febre;

– Alteração de sensibilidade.

%d blogueiros gostam disto: